Manteiga de amendoim é mesmo uma boa escolha?
Manteiga de amendoim é mesmo uma boa escolha?
setembro 27, 2016
Alimentos saudáveis também fazem engordar
Alimentos saudáveis também fazem engordar
outubro 4, 2016
Exibir tudo

Doença renal e o diabetes

Qualquer doença tende a alterar o estilo de vida do paciente. É inevitável após receber qualquer diagnóstico sentir-nos diferentes. Isto nos define como humanos. Hoje falaremos de algumas das complicações do diabetes, doença que até então não possui cura, somente tratamento. Antes de qualquer coisa, é bom ressaltar que ao manter os níveis glicêmicos em números adequados, o diabético pode levar uma vida normal, ativa, equilibrada e feliz. A complicação que trarei aqui é caso o paciente não controle os seus níveis glicêmicos.

– Doença renal:

Os rins são os nossos filtros, são eles que eliminam resíduos do nosso sangue através da urina. Eles são compostos por milhões de vasos sanguíneos (capilares). O diabetes pode interferir nessa filtragem.

O que acontece é que, ao digerirmos qualquer coisa, geramos resíduos, partículas pequenininhas que passam pelos capilares e irão compor a urina. Já as moléculas importantes para o nosso organismo são maiores e circulam pelo nosso sangue. O diabetes interfere exatamente nesse processo. Altos níveis de açúcar fazem os rins filtrarem muito sangue e com isso sobrecarregam nossos órgãos. Isto pode acarretar outro problema: as moléculas importantes acabam sendo eliminadas juntamente com as “não importantes”.

Quando há presença de proteínas na urina, pode-se chamar de microalbuminúria. Se esta presença for detectada precocemente, a doença renal pode ser tratada de diversas maneiras. No entanto, se não for feito o diagnóstico precoce, a situação pode se agravar e os rins perdem a capacidade de filtração. Após essa infelicidade, os resíduos ficam acumulados no sangue fazendo com que os rins falhem. Em último caso, é preciso transplantar o órgão ou recorrer à hemodiálise.

Atenção: Não é todo mundo que possui diabetes que irá desenvolver doença renal. Ela pode ocorrer por fatores genéticos, e quando o individuo não possui muito controle da pressão arterial e da taxa glicêmica.

Existem alguns sintomas para detectar problemas renais, mas, não são muito específicos, pois podem ser confundidos com outras doenças. Alguns sinais são: inchaço, perda de sono, falta de apetite, fraqueza, dor de estomago e dificuldade de concentração. (Estes sinais costumam aparecer quando a doença já está em grau avançado, portanto, mantenham-se alertas).


Doenças sempre são motivos de desespero e restrição de algo na nossa forma de viver. O diabetes, por exemplo, quando é descoberto pensa-se logo em “cortar os doces”. Nesse artigo podemos desconstruir essa visão: 3 receitas de doces opcionais para os diabéticos


Dica: Para os dois tipos de Diabetes 1 e 2: Façam o exame de microalbuminúria pelo menos uma vez por ano, é preciso acompanhar de perto a sua saúde.

Para evitar doença renal, é importante manter o controle glicêmico e da pressão arterial. Algumas mudanças de hábitos também podem ser extremamente úteis, como perder peso, ingerir menos sal, evitar ao máximo álcool e tabaco e praticar exercícios físicos regularmente.

Doença renal e o diabetes

O diabetes é uma doença que se controlada a vida pode ser leve assim como a de pessoas normais, no entanto, para eles, ser saudável não é uma opção. É a única alternativa para evitar piores consequências. E todos deveriam seguir estas recomendações, pois atividade física ancorada em uma alimentação super equilibrada não tem erro. É bem estar na certa! E a qualidade de vida então? Esta eleva consideravelmente. Portanto, deixo um aviso não somente aos diabéticos, mas a todos: estejam alertas com a sua saúde! Ela precisa muito de você e você dela.